Espanha – Sete países, sete pães

O jornalista e consultor gastronômico Luiz Américo Camargo, um especialista em pães, traz curiosidades e segredos de um ícone da panificação espanhola, a coca, típica da Catalunha

Padaria espanhola (foto: Pixabay)


Nossa série Sete países, sete pães prossegue com a Espanha. Semanalmente, com a assinatura de um dos maiores especialistas em panificação do país, o jornalista e consultor gastronômico Luiz Américo Camargo, nosso blog vai levar os internautas para sete países, por meio de pães que os representam mundialmente. O autor dos livros Pão Nosso: Receitas caseiras com fermento natural e Direto ao Pão: Receitas caseiras para todas as horas trará histórias, curiosidades e dicas de preparo para te proporcionar uma viagem a esses destinos sem sair de casa – ou melhor, da sua cozinha.

Vale lembrar que nossas paradas aqui estão conectadas aos posts de outra série, a Lente de aumento. Toda semana, posts das duas frentes vão abordar um mesmo país. Ao final desse post você encontrará o link para visitar outras grandes atrações espanholas e saber mais detalhes de como planejar sua viagem à Espanha com a Polvani. Para saber mais sobre pães, siga o Luiz Américo Camargo no perfil do Instagram @luizamericofcamargo.



COCA

Coca: origem catalã (foto: Luiz Américo Camargo)


A Espanha é terra de azeite, vinho, pescados, jamón e chorizo... e pão. Aliás, pães, num generoso plural, com notável diversificação regional. O que inclui da matéria-prima, com variedades de trigo e outros cereais autóctones, às muitas receitas com identidades locais. No país de Cervantes, Picasso e Dalí, o pão é item de “sustância”, caso das saborosas bolas e filões de lugares como a Galícia. Mas também desempenha função essencial na cultura das tapas, dos pintxos e dos bocadillos. Ele complementa as pequenas porções tão estimadas no país e se desdobra em estilos variados para render copiosos sanduíches.

Gravura em azulejos numa padaria de Sevilha (foto: Wikimedia)


No caso da coca, um pão achatado, leve, saboroso, de origem catalã, ele não apenas funciona nas preparações mais tradicionais do tapeo, como também cai muito bem no clássico pão com tomate. A coca, simples e frugal, pode receber coberturas variadas, inclusive as mais exuberantes. É interessante pensar que este pão se insere numa tradição mediterrânea de pães mais “chatos” que inclui a pissaladière, do Sul da França (na Côte D’Azur), e a focaccia, especialmente a genovesa – todos eles ligados à cultura do azeite, muito mais do que à das gorduras mais pesadas.


Gosto de preparar a coca de um jeito bem básico, despojado, justamente para permitir que o pão funcione como acompanhamento versátil. Minha receita no livro Direto ao Pão leva apenas sal grosso e pimenta-do-reino na finalização. Mas nada impede que tomates, vegetais refogados e outros itens enriqueçam o preparo.



Interessado em saber mais detalhes sobre caminhos que te levam à Espanha? Então consulte este post da série Lente de Aumento, o tour Andaluzia e Costa Mediterrânea (9 dias/8 noites) ou entre em contato conosco para planejar uma viagem personalizada ao país.



#espanha #turismonaespanha #viagemaespanha #lentedeaumentoespanha #roteirospolvani #setepaisessetepaes #pãoespanhol #cocaespanhola #coca #paodacatalunha #luizamericocamargo

POLVANI TOURS

Rua Bandeira Paulista, 600, 10º andar

Itaim Bibi – CEP 04532-001
São Paulo (SP) – Brasil

WA%20Logo_edited.png
  • Instagram
  • Facebook
  • YouTube - círculo cinza
  • LinkedIn - círculo cinza
  • Spotify - círculo cinza

Calle de San Bernardo, 20, 6º
Madri - Espanha

 +34 915 328 053

   +34 649 467 934

  polvanispain@polvanitours.es

www.polvanitours.com

Via XII Ottobre, 2

Gênova - Itália

+39 010 593 351

info@polvani.it

Calle Esmeralda, 983 – C1007ABK

Buenos Aires - Argentina

+54 11 4312-7972

informes@polvani.tur.ar

www.polvani.tur.ar

© 2020 Polvani Tours

Desenvolvido por Ao Sabor da Letra | Fotos Shutterstock